No dia 18 realizou-se no Seminário de Beja a segunda formação dedicada aos Ministros Extraordinários da Comunhão, dentro do corrente ano pastoral. Organizada pelo Secretariado Diocesano de Liturgia e no contexto do Tempo Pascal, esta iniciativa contou com a presença de quarenta participantes, seis dos quais vão iniciar o seu ministério, enquanto os outros renovam a sua licença para o serviço de diferentes comunidades paroquiais da nossa Diocese.

O dia foi dedicado à oração e marcado por tempo de adoração eucarística, recitação da Hora Intermédia de Sexta e bênção do Santíssimo Sacramento, a que presidiu o Diácono António Coelho. Houve, também, tempo para formação bíblica, litúrgica e espiritual. Partindo dos evangelhos, o P. Rui apresentou o tema das refeições de Jesus depois da Sua ressurreição, com particular destaque para a Ceia de Emaús. De tarde, o trabalho decorreu em dois sectores: as pessoas que vão exercer pela primeira vez, a cargo do P. Rui, fizeram a sua formação a partir do livro do Ministro Extraordinário da Comunhão; as que vão renovar as suas funções, sob a orientação do Cónego Aparício, reflectiram sobre parte da encíclica A Igreja vive da Eucaristia,do Papa S. João Paulo II. O almoço foi partilhado e o Seminário colaborou oferecendo uma sopa aos presentes. Houve, ainda, tempo de convívio a meio da manhã e antes dos trabalhos da tarde.

Segundo o costume em vigor na nossa Diocese, por ocasião da festa do Corpo e Sangue de Cristo, que este ano se celebra a 20 de Junho, o Sr. Bispo procede à nomeação ou recondução dos Ministros Extraordinários da Comunhão. Depois, cabe aos párocos a apresentação dos nomeados na respectiva comunidade paroquial.

fonte: SDLiturgia

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e esteja a par de todas as novidades!


Apontadores