Jesus chamou os que quis e eles foram ter com Ele

Caros diocesanos e amigos no Senhor.

Não posso esconder-vos a grande preocupação que representa para mim, vosso bispo, a atual situação das vocações sacerdotais na Diocese. O Seminário Diocesano Nossa Senhora de Fátima de Beja tem apenas um único aluno, o Nuno, no último ano. Em princípio será ordenado diácono no próximo mês de julho, e presbítero no ano pastoral seguinte.

Sabeis o que significa a ausência de vocações sacerdotais e de consagração ao Senhor na vida religiosa? Pode significar, por exemplo, que é fraca a nossa vivência da vida cristã, pois não faltam essas vocações onde há cristãos autênticos, movidos pelo amor ao Senhor Jesus Cristo. Precisamos, certamente, de lhe pedir com insistência que envie trabalhadores para a seara desta sua e nossa Diocese de Beja. Mas precisamos também de propor aos jovens esse Seu chamamento. Sejamos instrumentos de Cristo que hoje continua a chamar, como outrora chamou os Apóstolos. Chamou os que quis, e eles foram ter com Ele, podemos ler no Evangelho. Chamou, e continua a chamar, aqueles que ama.

É claro que ser padre não é, humanamente, o mais fácil. Não é fácil ficar solteiro, solteiro toda a vida, sem mulher e sem filhos, permanecendo em Jesus e como Jesus, apenas filho e irmão, e encontrando uma felicidade profunda em dar a vida, em perder a nossa vida servindo, por amor de Jesus, o crescimento espiritual dos nossos irmãos. Mas ser padre não significa renunciar ao amor e ficar estéril. Ser padre é ser pai, é viver amando e sendo amado, no Senhor, por esses filhos e filhas que nos reconhecem como seus pais espirituais. Ser padre é presidir, como cabeça, às comunidades cristãs nas quais o Espírito Santo faz crescer e frutificar a vida cristã. O Senhor chamou os que quis. Alguns deles eram pescadores, outros publicanos e, de outros, apenas o nome nos chegou. Foram ter com Jesus, com Aquele que é a fonte da Vida, e as suas vidas foram transformadas, por essa convivência com Ele, em rios que levaram a Vida Eterna ao mundo inteiro.

Chamou-os e eles foram ter com Ele. Foram, porque se sentiram amados por Jesus. Foram ter com Ele e aprenderam com Ele a conhecer a vontade de Deus e a responder com amor ao Seu amor.

Jovem que lês estas palavras: escuta o chamamento que o Senhor te faz por meio delas e pensa na graça enorme que é, para ti, seres amigo e colaborador de Jesus. E se sentes que Ele te chama, responde-lhe: aqui estou, Senhor!

 

+ João Marcos, bispo de Beja

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e esteja a par de todas as novidades!


Apontadores